• Depoimento 1
  • Depoimento 2
Minha filha se chama Aline Lima de Oliveira. Ela nasceu com catarata congênita e síndrome de down. Começou a ser atendida na APADV, com dois meses, hoje, está com quatro anos e três meses e, ainda, continua lá. A dificuldade é grande, pois, minha casa é longe da instituição, gasto, pelo menos, duas horas de ônibus para chegar, mesmo assim eu sei que vale a pena levá-la.

Os profissionais da APADV são dedicados e realizam o trabalho com muito carinho. "A APADV fez a diferença na minha vida e tenho certeza de que na vida de várias famílias. Agradeço muito a esta instituição, pois, minha filha melhorou muito em todos os sentidos..." Estou sempre em busca da qualidade de vida para ela!

Janilce Lima de Oliveira

"Com 6 meses de gravidez descobri que estava com toxoplasmose, desde então comecei a fazer tratamento. Quando a Bruna nasceu o oftalmologista me disse que ela tinha placa de coriorretinite. Ele me passou o telefone da APADV e me informou que os tratamentos não teriam custo. Imediatamente comecei a levá-la na Instituição para que ela pudesse fazer o tratamento que precisava.

Além do tratamento, a APADV faz um acompanhamento completo da vida escolar do aluno, inserem-no no mercado de trabalho, se preocupam com a parte emocional das crianças e dos pais, e quando a pessoa não tem recursos, conseguem junto a BHTRANS o passe livre e o benefício da LOAS.

"Eu sou muito grata por Deus ter encaminhado a APADV na minha vida e da minha filha. Ela frequenta os tratamentos há 12 anos, e a cada dia percebo uma melhora muito grande. Agradeço também muito aos profissionais da APADV, pois sem eles a Bruna não conseguiria fazer o tratamento, por ser o mesmo caro e prolongado. Hoje posso dizer que com a ajuda da APADV, ela está preparada para seguir uma vida normal igual às outras crianças".

Maria dos Anjos Rodrigues,
mãe de Bruna Rodrigues.